sábado, 27 de dezembro de 2008

Querida Querubim-Quer ser par em encontros tranquilos e ternos...

São duas horas da manhã.A ceia de Natal foi ontem entre agrados familiares,champanhe,frutas,assados,doces esperados.
A família a absorveu pela alegria do pequeno menino abrindo pacotes e descobrindo brinquedos.
Madrugada de silêncio,todos dormem o depois da festa.Cada um pegou o rumo de seus sonhos.
A vida para ela é demasiadamente particular.Agora se vê a sós com seus detalhes íntimos.
Tudo disperso!o corpo cansado!a alma solitária esvaída na festa,na euforia dos brindes,na confusão feliz dos presentes abertos.
Entre os papéis em bloco o interesse pela escrita alivia-lhe a dor.Ela precisa
conversar-se,trocar ideias com os laços da camisola de seda,acariciar a maciez do cão estendido a seus pés.Saber suas impressões,sua memória secreta.Escreve,lê e relê o que de si vai dizendo e cria a sensação de ver-se em um espelho.Sente-se tranquila quando cultiva seus hábitos quietos.
A ordem da casa seguindo um princípio metafísico.A familiaridade com as coisas faz-lhe bem,o sossego verde das plantas em seus vasos torna-a mansa.Serena enquanto está assim entregue ao depois sem pressa.Recostou-se no sofá descansa a fadiga do espírito.
Tem necessidade de equilíbrio e saúde.Acolchoada pelo vazio das horas mortas esta em paz no seu mundo.
Os anos voam,o tempo não se detém por nada.Pensa nas ausências,sente saudades.
Sabe que em algum lugar deve existir alguém que irá fazer valer sua espera.
_E os pretendentes? os que a acompanham pela vida atraídos pela sua amorosa presença,eles a contentam ,distraem suas crises de melancolia mas não a satisfazem em profundidade.São companheiros amados e queridos,passageiros da vida, íntimos de suas reservas de aconchego.
Os vínculos festivos demais ultimamente a esgotam.Quer viver descobertas,ser surpreendida em afinidades,sentir o interesse presente da conquista,o prazer da companhia,o desfrute do tempo,a proximidade legítima do amor.
No ermo da casa os desejos se lançam ao cosmos buscando almas coincidentes.Quer ser par em encontros tranquilos e ternos.
Um voo audaz, neste momento partir em busca de sementes novas para a colheita do futuro.
Ela busca por todas as coisas boas da vida e acredita em firmar intenções para o gozo de viver o amor com energia e paz.
A parada obrigatória com que a dor se impôs limitando-lhe a ligeireza de movimentos,tornou-a mais viva com seus passos lentos,atenta as pedras do caminho.O corpo exigindo cuidados e audiência.Passou a se ouvir,a exercer em si a antiga medicina e a moderna e transcendente psicologia.
_Onde dói?_como se manter vital e sensível para assinar a própria vida?_que mundo criar que a satisfaça em seus anseios de calma e plenitude?_como se manter independente ,divertida,sem medo de ser feliz?_como não ser a dor que a maltrata tanto?
_E o que ela quer afinal?
Quer ter alguém a seu lado por dias e dias,noites longas,aconchego.Ter companhia em viagens inspiradas com a vida plena de histórias.Precisa da renda delicada da aventura.Quer vida nova,
romance,conversas sem fim,um estar gostoso para a alma.
Amor e beijos ,muitos beijos.Música para tornar seus dias românticos,fluentes em harmonia.
Música para seu corpo tornar-se em dança e começar um novo capítulo.
Quer mais que isso ,quer servir,usar o tempo para o céu e a terra.Estar disponível a tudo que lhe acrescente amor e paz.Liberdade para existir simplesmente e ter a raridade da alma desperta,
evoluída em espírito universal e generoso.
Ela quer ir além sem se deter em coisas miúdas,sem pactos mesquinhos e comezinas bobagens.
Quer ir além benzida diáriamente em preces de boas intenções em afazeres pródigos em dons virtuosos.Acredita que a bondade é redentora e que a organização é o céu.Tem os olhos cheios de doçura e a aspiração sublime de ser boa.Entrega a Deus suas súplicas,pede forças e originalidade
para inventar um novo mundo.Com suas letrinhas quer produzir beleza e verdade e acaba por descobrir em si guardada com um milhão de chaves a pureza da criança em estado de alegre
brincadeira.
O presente escorre movido por um suspiro fundo,que põe ás claras a fala fugaz amadurecida no cofre macio de seu coração que lhe segreda que há algo muito maior a caminho, agora ela pode sonhar e voar que seu rumo já está escrito no chão.Agora ela pode planar sobre a terra e ser da terra.

7 comentários:

Lu_Russa disse...

maravilhoso.

bjos

LuRussa
www.garotinharuiva.blogger.com.br

Anônimo disse...

Boa sorte nessa busca.
Muita paz e amor para si.

lino disse...

Oi! Cris,
Tudo de bom para 2009.
Beijos fraternos

Fernando Santos (Chana) disse...

Oi Cris...Espectacular...
Votos de BOM ANO NOVO...
Beijos

Mª Dolores Marques disse...

Belo de ler e de sentir.

feliz 2009

Dolores

Estela disse...

Venho acompanhando os passos da Querida Querubim. Cada dia mais linda e verdadeira.
Feliz 2009.
Estela

Léo disse...

A moça Querubim quer a liberdade social. Não estar presas as amarras da agonia ao lado de apenas um amor, uma vidinha mediocre do trabalho para o lar do lar para o trabalho.

Ela quer aventuras, e tal qual TU poesia, ela é uma armadilha para quem a decifre.

Direto do Rio. Apaixonante pela moça Querubim.
Beijos moça escritora.