sábado, 27 de fevereiro de 2010

Gratidão



Gratidão

Entregue a competência do Professor Doutor Tarcísio Elói Pessoa de Barros Filho e sua equipe fui submetida a cirurgia na coluna vertebral no Hospital Sírio Libanês em São Paulo.

Escrevo para externar meu apreço e gratidão a todos

que me acompanharam neste episódio.Vivi um período de libertação das dores que me tornavam cativa ,confinada estava na frágil estrutura das vértebras deslizantes .

Vale a pena tratar a vida de forma sensível.O fato de receber um email,um telefonema,uma palavra de força e conforto,um gesto,a oração de todos os credos,as flores,a caixa de bombom,a simples troca de olhar,o sorriso de ”te quero muito bem”,a silenciosa cumplicidade que se consolida nos laços de afeto e desvelo de minha família.

A vida é linda quando se recebe tamanha consideração.

E agora livre ,purificada,lembro-me de Frida Kahlo artista mexicana e seu calvário de dores,sua paralisia e sua força numa época nem tão distante em que o progresso dessa área da medicina estava longe do que pude usufruir hoje.

Vida da vida,fatos milagrosos,ao meu lado o fiel Lovan meu cão –anjo que guarda e o destino novo que aguarda esta abertura de gratidão e reconhecimento.

Muito obrigada


Com carinho,


Cris


36 comentários:

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Poema de Frida Kahlo

Para a Cris porque ainda há seres que se re.conhecem e se merecem*

Eu sou diferente
Alguns dizem, estranha
digo que inspirar-me
em minhas dores nem sempre é um bom motivo
como os outros
a vida nunca é um bom motivo
a realidade não é a mesma para mim
os macacos andam
os gatos ronronan
os pássaros cantam
espinhos me apertam o coração
sangrar
dor
eles não me conhecem
e posso ver mais do que lágrimas

Trad.da Renata

Beijos + as minhas lágrimas.
Acredite, Nossa vida é sempre um ótimo Motivo!
Viva a Vida!

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Eu já estivera aqui.
Como jamais cansa visitar a minha querida Querubim, cá estou.

*Ser poeta é ser mais alto, é ser maior
Do que os homens! Morder como quem beija!
É ser mendigo e dar como quem seja
Rei do Reino de Aquém e de Além Dor!

É ter de mil desejos o esplendor
E não saber sequer que se deseja!
É ter cá dentro um astro que flameja,
É ter garras e asas de condor!

É ter fome, é ter sede de Infinito!
Por elmo, as manhãs de oiro e de cetim...
é condensar o mundo num só grito!

E é amar-te, assim, perdidamente...
É seres alma, e sangue, e vida em mim
E dizê-lo cantando a toda a gente!*

Florbela Espanca.*

Para a Poetisa Cristina Siqueira!
Recupere-se Bem e volte Magnífica!
Beijos e Palmas para você!

Noslen ed azuos disse...

...fico feliz pelo seu rstabelecimento , creio que vc esta melhor que antes, por ter tido momentos em que percebemos 'o bem' , 'o estar bem', 'o bem da vida'.

bjs
ns

Marcelo Novaes disse...

Cris,



Com prumo e coragem, que avida possa se dar com maior leveza.



Beijo na alma.

Marcelo Novaes disse...

A vida

Adolfo Payés disse...

Muy bello poema.. tiempos de no leerte mi querida amiga..

Un beso

Un gusto leerte siempre..

¨Hermoso cuando la poesía es todo en el sentir.. nace con amor la lectura..¨ Payés

Un abrazo
Saludos fraternos..

Que disfrutes el fin de semana...

cirandeira disse...

Oi Cris, desejo que tenhas uma boa recuperação e que esse período de
convalescença seja cheio de inspirações poéticas. Embora seja
um momento de recolhimento e muitos
cuidados, é também um momento em que brotam muitas ideias, muitas reflexões e boas leituras. E quando se tem uma mente criativa, como é o teu caso, acredito que virão muitas coisas boas.
Frida Khalo produziu muitas telas
durante todo o período que ficou de
cama, apesar de suas angústias e/ou
até por isso mesmo.
Que tenhas um bom final de semana
Beijos

Andrea Liette disse...

Cris,

A sua volta é uma alegria e sua visita em minha casa - uma honra !
Estou muito feliz pela sua recuperação e pelas palavras, poemas e muitas delicadezas que haveremos de trocar.
Carinho imenso.

Tais Luso de Carvalho disse...

Oi, Cris, que bom lhe ver por aqui. Ao ver a pintura de Frida e ler seu texto de gratidão, me emocionei. A gratidão é um dos sentimentos mais lindos, é para quem tem uma alma sensível, educada. Refinada.

O impressionante é que a nossa (ou pelo menos a minha) fragilidade vem depois, quando a tempestade já passou. Mas são nossos momentos e não há solução a não ser enfrentá-los. Depois tudo normaliza.

Uma ótima recuperação pra você e todo meu carinho. Seja bem-vinda à rede!

Tais luso

Vanilda Fiuza disse...

Olá Cris!!!
Estou feliz com sua volta minha amiga iluminada, trazendo tantas verdades, palavras ditas em sentimentos profundos e em poesia!
Assisti o filme dessa revolucionaria pintora, foi comovente o sofrimento dela.
Que Deus continue edificando sua vida, fortalecendo cada célula tua com a unção divina de Pai.
Bjos no coração eternamente...

Flavio Ferrari disse...

Que bom que tudo correu bem ...
E estava aqui do lado de casa ... nem avisou !
Bj

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Cris
Bom que você está bem. Desejo-lhe uma breve recuperação.
Se cuide
Beijos

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Cris,fico feliz com a sua recuperação e pelas suas palavras....fico torcendo por si....
Beijos

M.PAUMARCH disse...

Cristina, evidentment, jo no sabia res del teu pas per la sala d'operacions. Celebro que tot t'hagi anat bé, i si això et serveix: endavant!
Et copio un fragment d'una novel·la que vaig traduir al català (és d'un cosí meu, que va morir als 30 anys...).
"Aquest corredor llarg fa una olor dolça. És com una alenada untuosa, blana i lliscosa. Uns quants tubs fluorescents il•luminen, de blau, les seves parets inacabables. Al fons, hi ha una porta, s’hi pot llegir: sala d’operacions. I un cartell: silenci.
Tot plegat sembla restar desert i obeir l’ordre imperativa i callada d’aquest silenci. No obstant, rere d’aquestes parets hi ha desenes d’éssers que dormen, que vetllen, que pateixen. Aquí la vida és celada, tremolosament oculta.
I la vida, aquí, és com exigeix el cartell: silenciosa.
Els malalts que criden, que dormen, que pateixen o esperen a l’altra banda de les parets ja s’han avesat a l’olor dolça que sura pertot arreu. És una sentor que els pertany. I també els pertany aquest silenci. I la solitud infinita de la nit."
Salut, i una abraçada.

AVC disse...

Querida Cris,

Também faço votos para que recupere rapidamente da sua cirurgia e assim vai ser, certamente.

Volte rápido!

Um grande beijo

Alírio

lino disse...

Felizmente tudo correu bem. Sê bem regressada.
Abraço

Sonia Schmorantz disse...

Que bom que deu tudo certo, sempre é dificil submeter-se a uma cirurgia, é preciso um pouco de coragem!
beijos, linda semana

Estela disse...

Que bom estar de volta, poder olhar o mundo. A vida nada tem de artifícios ou de perdida, é real, impaciente e consiste em estar viva e ver através do coração.
Bjs.

Guilherme disse...

Cristina,
Que bom q fizeste a cirurgia, alguns médicos são bençãos divinas mesmo...torço paa sua recuperaçõ e q vc fique muito sudável.Tudode bom sempre,querida!

Guilherme disse...

Cristina,
o recado aí de cima, é meu (Adriana K).o meu filho Guilherme estava com o google conectado e não vi...bj
Adriana Karnal
http://anndixson.blogspot.com

Batom e poesias disse...

A gente fica feliz!Feliz de tudo, por estar você livre das dores, e principalmente por estar de volta com sua caneta intensa e cheia de amorosidade.

Que bom!
Um beijo alegre.
Rossana

RUBENS OFICIAL disse...

Boa recuperação para você, Cristina.
Que a sua alegria nunca se apague.

marcelo dalla disse...

Querida amiga!!! Fiquei muito feliz com a notícia! Axé! Aleluia!
Muita gratidão mesmo... o carinho dos amigos e familiares nessas horas é fundamental.
Senti uma grande energia de renovação neste post. E a homenagem à Frida foi bem apropriada...

Tudo de bom pra vc, que sua recuperação seja rápida!
bjos do amigo

António Rosa disse...

Cristina,

agora é seguir em frente, sem dores. desejo-lhe uma rápida recuperação. beijos. antónio

Graça Pires disse...

Fico feliz por tudo ter corrido bem.
Agora a vida está aí à espera de ser vivida por inteiro.
Um beijo.

Barbara disse...

A medicina te deu a senha mas quem abriu a porta realmente para uma vida mais plena foi você - com tal expressão de gratidão.
Boa sorte!
E Frida - é incalculável o valor que teve essa mulher.

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

*Amor, que o gesto humano na alma escreve*

Luís Vaz de Camões

Amor, que o gesto humano na alma escreve,
Vivas faíscas me mostrou um dia,
Donde um puro cristal se derretia
Por entre vivas rosas e alva neve.

A vista, que em si mesma não se atreve,
Por se certificar do que ali via,
Foi convertida em fonte, que fazia
A dor ao sofrimento doce e leve.

Jura Amor que brandura de vontade
Causa o primeiro efeito; o pensamento
Endoudece, se cuida que é verdade.

Olhai como Amor gera, num momento
De lágrimas de honesta piedade,
Lágrimas de imortal contentamento.*

Jamais cansa vir aqui e agradecer este lindo poema de Amor da Bela Cris.
Beijos*************************
Volto logo!
Renata

Cultura Malcriada disse...

Olá, Cris!

Muito bom saber que você está bem... você tem razão sobre os pequenos gestos que valem muito. É uma pena que hoje, ficamos tão automatizados com o nosso modo de vida que deixamos para um segundo plano tudo aquilo que não é "urgente", mas sempre há momentos iluminados das pessoas, sejam atentas ou desligadas.

Bjão!

Ana Lúcia Porto disse...

Cris,

Querida, saber que está bem já nos deixa feliz...

Em particular, sei que vou poder aparecer por aqui e voltar a ler grandes escritos de sua alma...

Beijos,
Ana Lúcia.

Ana Lúcia Porto disse...

Cris,
Por favor, diga-me em qual post você fez o seu primeiro comentário me avisando que havia retornado ao blog, logo após essa sua cirurgia. Eu o publiquei mas não o encontrei. Você o escreveu no dia 16 ou 17 de fevereiro, porque lhe respondi.
Ficaria feliz se me dissesse.
Obrigada,
Beijos,
Ana Lúcia.

Graça Pereira disse...

Linda esta gratidão direccionada para todos os lados, não esquecendo até o Lovan. Mas, mais maravilhosa ainda, é a tua força de vontade e a vida, geralmente, premeia os guerreiros.
Fico feliz pelo teu regresso e esta tua disponibilidade para viver o futuro.
Um beijo cheio de ternura para ti
Graça

Ana Lúcia Porto disse...

Sem problemas Cristina,

Com certeza não me é fácil procurar tal comentário e a minha memória já não se recorda do que nele estava escrito. Contudo, sei que houve carinho. É o que importa!!

Beijos,
Ana Lúcia.

C NARCISO disse...

Olá Grande Poetisa! Que bom tê-la de volta!! desejo que a sua vida se prolongue por muitos anos e que essas dores não a atormentem mais. Espero ainda que continue com essa força e inspiração para nos presentear (nós, comuns mortais) com os seus lindos textos.
Um beijo mtttttt grande.
Até mais.

Clea Pinheiro disse...

Nossa Cris,
Eu devia ter acompanhado melhor você aqui.Estou feliz de encontrá-la já superando tudo. Fique bem e inspirada cada vez mais.
Abraços com afeto.

Unseen Rajasthan disse...

This is a fantastic and beautiful post !! I Enjoyed this one !! Thanks for sharing..

Anônimo disse...

sEI BEM O QUE É ESSE SENTIR; BOM SABER QUE TUDO MUDA, A DOR PASSA OS DIAS VÃO E VEM CADA COISA EM SEU LUGAR, PARABENS, cRISTININHA.