sexta-feira, 10 de abril de 2009

Querida Querubim-Fluído aceso da vida

O que se via nela através dos disfarces de suas histórias era uma mulher cheia de vida,intensa,de temperamento terno,de expressivo humor.Abriu caminho no mundo explorando a linguagem dos sentidos.Provou a vida com animação.Esteve onde queria estar.Viu o que queria ver.Se entregou a letra de todas as músicas nas cordas do sexo com emoção.Todos os dias,todas as noites,todos os caprichos.Dançou sob a luz dos luares e das velas.Dançou a vida,brilhou com as estrelas,escreveu o amor em narrativas líricas,deitou-se sobre as páginas sedutoras do erotismo.Inventou o que não sabia,improvisou,modificou sua cor,seu gosto,seus ritmos e intensidades.Voou longe daqui,buscou nos braços dos anjos a suave loucura e a tristeza gloriosa.
Vida sem dia seguinte,sem eira nem beira,mas feliz intensamente feliz.Uma brincadeira.
Entre extremos,nada morno,raso,três horas da tarde,sopa de aveia.E mudou situações,aprendeu a ser real com as ilusões,viver agudo.
Quando ele se anunciou em sua vida ela pensou ,havia chegado a hora de sua redenção.Estava livre.Não trazia nenhum amor guardado no peito.Seu corpo amadurecera,agora mais pronto a dar respostas de prazer,mais disponível a festa ,rico em ousadia.O romance prometido acordou
seu desejo de ternura.
Mulher de madureza explícita tivera aventuras sexuais,tornou-se uma criatura aberta,além das planas superfícies das aparências,buscou o gosto pelos prazeres de essência.Defendeu em si a sementeira do amor para o tempo semear.Aprendeu a distinguir as exigência da pele
e os profundos mergulhos do espírito.Na verdade nada a atingira em profundidade,estava a espera para viver um grande amor.
Sua realidade era de uma mulher quase que intocada,de aura inatingível,uma estrela.Desejava centelha,sensações mais profundas,laços,dia seguinte e seguinte e seguinte.Precisava de calma,alívio,estremecimento.Queria sentir.Compartilhar sua vida com alguém.Sentir.
Nesta espera tornou-se música,harmoniosa nos gestos,sensível a poesia,culta,preparada para encontrar pessoas,ser amiga e receber amizade.A vida uma parada rock.Rolou pedras e destino e com o mundo girou,girou,girou.Parecia mais uma edição do vento assumindo forças diversas pelos lugares por onde passava.Ora brisa serena ora indomado vendaval.Interpretada pelo vento não lhe coube censura mas somente liberdade.Se multiplicou em graça e instinto,desperta para as vibrações dos nervos,das fibras,da sensualidade pulsante,fluido aceso da vida.

9 comentários:

Ângelo disse...

Cara Cristina.

Lindos versos, um que de erotismo bem presente, pulsante até, eu diria.
Muito interessante mesmo. Palavras bem selecionadas, dando sentido ao que está escrito, fazendo uma bela massa. Sensual e sutil, gostei bastante.

Muito obrigado pelos elogios. visitarei aqui constantemente.

beijo

Cristiana Fonseca disse...

Olá Querida Cristina,
Lindo conto, linda escrita, encantadora. Parabéns.
Cristina, lendo esta parte e algumas outras veio em minha mente algumas imagens, de uma mulher linda, majestosa e sedutora, reclinada sobre uma polrona teu rosto e contornos do corpo mergulhados em banhos de luz e sombras. Teus braços ao descanso de tua escrita, tuas mãos enttregues a mágica sedução.
Uma mescla de impressionismo e realismo, um vestido preto que cai delicadamente em perfeita sedução no corpo delicado e fino.
Algumas folhas(escritas) jogadas proximas aos teus pés elegantes e charmosos.
E ao fundo uma mescla de luz e sombra se fundido em majestosa arte.

Belíssimo texto.
Beijos,
CrisFonseca

cristinasiqueira disse...

Oi Angelo,
Surpresa e prazer com a sua visita neste espaço de sedas e linhas,de papeis e tinta,de tipos em tela.
Escrevo o que pulsa,às vezes é assim
Bjs,
Cris

cristinasiqueira disse...

Oi CrisFonseca,

A imagem que compôs sublime,inspirada,lãnguida e sedutora é o retrato em branco e preto da Querida Querubim.
Comunhão em arte,tesão pela viagem,isto é tão vivo e verdadeiro...comovente.
Assim nasce uma imagem de um ser que se faz de palavras.Lindo!!!!!!!!!!

Bjs,

Cris

UIFPW08 disse...

gentilissima e dolcissima come sempre..
un beijo
Maurizioo

casa da poesia disse...

...dançou a vida...brilhou com as estrelas...sem eira nem beira...e aprendeu a ser real...com as ilusões!..."as almas das poetizas são todas feitas de luz..." bem-haja.

Gilbamar disse...

Um texto muito bem escrito por quem domina com maestria a bela arte de escrever. Seu blog é garantia de ótima literatura. Parabéns.

Sou, a partir de agora, seu seguidor.

Fraterno abraço de Gilbamar.

marcelo dalla disse...

Fiquei emocionado. De verdade. Com essas imagens contemporâneas, sensíveis, sensuais. Com o poder feminino, o poder da arte, da escrita. Feliz encontro, está estabelecida a conexão!!!! Que nossos caminhos sejam inundados pela poesia, cada vez mais! bjos

Léo Metallica disse...

E o que era Moça Querubim, virou Mulher Querubim. Ainda permanece as vontades, os desejos. Isso tá intrínsico na mulher, no sexo feminino. Mais agora tens a responsabilidade ao seu lado. Sabes que na "tristeza gloriosa", onde o sonho de uma noite de verão vai tão rápido quanto veio, não mais a deixa aflita e desesperançosa... Fez sua vítima, ela o pegou, não ele... Ela escolhe, não ele... Agora é madura.

Detalhe: "A vida uma parada rock. Rolou pedras e destino e com o mundo girou,girou,girou."

Não sei se fizeste de propósito...
Mais Rock pode significar pedras em inglês e Roll pode significar Rolar. Rolou pedras, combina com a vida ser uma parada de Rock... and Roll.

No encalço da moça Querubim... sempre... Tô chegando lá hein... Quero ver as trépidas suas sobre os comentários. Tô chegando.

Obrigado pelo apoio no novo Blog.

Direto do Rio.
Beijos moça escritora.